quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sobre os pots da guitarra (texto originalmente publicado no grupo do Roberto Torao no Facebook e revisado para ser publicado aqui):


O captador da guitarra é um transdutor. Transdutor é um aparelho que transforma um tipo de energia em outro tipo de energia. Tentando explicar de forma simples: o captador “sente” a energia mecânica do movimento das cordas e a transforma em corrente elétrica alternada. Resumindo: seu captador é um motor ao contrário.

Essa corrente elétrica alternada que sai da sua guitarra tem uma intensidade muito baixa (por isso precisa ser amplificada) e pode ter sua intensidade e forma controladas de várias maneiras. A mais primária está ainda na sua guitarra: os controles de volume e tonalidade. Esse controle é feito por potenciômetros que comandam um circuito passivo. O potenciômetro é um resistor variável. Circuito passivo é aquele em que se controla e molda a intensidade e forma do sinal apenas retirando elementos, nunca adicionando. Adicionar elementos a um sinal é papel de um circuito ativo. Na sua guitarra, os pots apenas retiram coisas, jogando-as pro aterramento e eliminando-as. Ele pode jogar o sinal inteiro (diminuindo o ganho e volume, que é o papel do pot de volume) ou usar um pequeno capacitor que filtra somente uma parte das frequências (é aí que entra o seu botão de tone).

Os pots possuem 3 pólos (vamos chamá-los de 1, 2 e 3). Quando totalmente aberto, um pot de 500K tem resistência zero entre o pólo central (2) e o pólo 1, enquanto apresenta uma resistência de 500K entre o pólo central e o 3. Portanto, o quando seu botão de volume está no máximo, o sinal da sua guitarra tem passagem 100% livre pra fora, mas ao mesmo tempo tem um vazamento de sinal pro terra enfrentando uma resistência de 500K.

Sua guitarra é uma caixa d’água. Os pots são as torneiras, mas essa torneira tem um “defeito”, um furinho embaixo dela em que a água também é desperdiçada. Quanto maior for a resistência do pot, menor é o desperdício de água da caixa d’água. 

Há 3 coisas que os músicos devem observar ao comprar potenciômetros pra sua guitarra:

1- Valor: já expliquei acima. Se você usar pots de valor mais alto no volume, mais ganho sua guitarra terá. Se usar pots de valor mais alto no tone, mais brilho sua guitarra terá. Raciocine assim: quanto maior, mais. Quanto menor, menos. Por isso usamos pots de 250K (e não 500K) em botões de tone de guitarras ou captadores muito agudos. A diferença é sutil, mas existe;

2- Tipo: há vários tipos de pot. Os mais populares são os tipos A (logarítimico) e B (linear). O tipo de pot determina a quantidade de resistência que o pot aplica ou retira de acordo com o giro do botão. Explicando: 

2.1 - no pot de 500K tipo B (linear), a variação da resistência é progressiva e gradual. Quando o seu botão está no 5, a resistência é de 250K. Portanto, no gráfico, o pot linear indica uma reta e X = Y. O pot linear é usado em botões de volume. Se você usá-lo em botões de tone, entre o 10 e o 2 você não vai perceber mudança alguma. Do 2 pro zero o seu agudo cai de uma vez. É uma droga...

2.2- no botão de tone você precisa usar o pot tipo A pois no tone nós vamos lidar com capacitância e ela não é linear. O pot tipo A tem um corte abrupto no começo do curso e isso é necessário pra trabalhar com o capacitor de tone. Você pode usar o tipo A no volume, mas vai haver um corte abrupto entre o 10 e o 7. Entre o 7 e o zero vai haver pouca diferença. Há como contornar esse problema usando resistores, mas isso é outro assunto.

3- Qualidade do pot: a única coisa que varia entre os Noble, CTS e aquele vendido em qualquer esquina é somente a durabilidade. Pot é a tudo mesma coisa: ela apenas varia uma resistência e não existe resistência boa ou ruim.

Obs. 1: existe a questão da tolerância de valores, e você pode aprender sobre isso num textinho q eu escrevi aqui: http://blogdoluthier.blogspot.com.br/2011_03_01_archive.html

Obs. 2: No seu equipamento há outro transdutor. Eu dou um pirulito pra quem me disser qual é.

26 comentários:

Thiago Aragão Rodrigues disse...

O outro transdutor é o amp? Ganhei um pirulito? rsrsrs

Rafael Gomes disse...

Errou!

paullooo disse...

o guitarrista e as cordas.

Thiago Aragão Rodrigues disse...

é o captador... certeza rsrsrs Acho que o que eu citei, tb é transdutor ;X

paullooo disse...

as tarraxas também são transformado energia mecânica em potencial elástica.

Anônimo disse...

Fala ae Rafa, por qual motivo vc não ultiliza mais o pont B nas suas guitars??

Bruno Mariano disse...

O Auto falante! Mas dispenso o pirulito!

Igor disse...

Boa noite,

Comprei um potenciômetro Fender (CTS) com eixo longo, 500k, para colocar na minha guitarra (não tem escudo) como volume. O problema é que quando fui instalar, ele simplesmente não entra pois o furo é muito pequeno. Inclusive o potenciômetro antigo é menor do que esse (parece ser genérico).

O que devo fazer? Aumentar o furo seria a solução (é normal isso acontecer?), ou procurar outro protenciômetro? Tá muito dificil de encontrar aqui na minha cidade.

Parabéns pelo blog! Muito bom!

Rafael Gomes disse...

Vc pode apenas aumentar o furo do escudo.

Fabio A. disse...

Volume: Log pot, Tone: Linear pot.

Blog do sem banda disse...

pq evitar 500k no tone?

não seria melhor ter maior abrangencia de ganho possivel, no caso, bastando fechar um pouco quando utilizado em caps muito agudos??

Anônimo disse...

Shocking financial conditions are somewhat which no one can predict. Same day loans for bad credit are easily available around the internet. Payday loans in Australia also made changes to the repayment options. The borrowers just have to fill-in the simple online application form on Internet and get the money within few hours of acquiring approval. [url=http://fastonlinepayday.co.uk/]payday loan [/url] payday loans , "w6G

Anônimo disse...

I am extremely impгessed along with your writіng talents
and alѕo with the structure to уour blog.
Is that this a paid theme or diԁ you modify it
your self? Anywаy stay up thе excellent high quality writіng,
it's rare to peer a great blog like this one these days..

my web blog: resistor code Calculator

Anônimo disse...

I conѕtantlу spent my half an houг to read this ωеb site's posts every day along with a cup of coffee.

my web-site; wiki.osgeopt.pt

Anônimo disse...

It's very easy to find out any matter on net as compared to textbooks, as I found this paragraph at this web page.

Here is my homepage :: hcg diet

Anônimo disse...

When sοmeone ωrіtеs an post hе/she retains the idеa of а user in his/her mind that hoω a useг can undеrѕtand it.

Тherefore that's why this post is perfect. Thanks!

my site :: Resistor resistance

Anônimo disse...

I juѕt сoulԁn't leave your web site before suggesting that I extremely loved the standard info a person provide to your guests? Is gonna be again steadily to check up on new posts

Here is my web site resistance of a resistor (finc.ca)

Anônimo disse...

It's difficult to find experienced people on this topic, however, you seem like you know what you'rе
talking about! Thanks

my weblog trimming potentiometеr (wikivs.com)

Juliano disse...

Rafael, eu posso utilizar seu texto que está no blog da Pauleira sobre trastes de aço inox nos meus anúncios do Mercado Livre? Claro, com os devidos créditos. Obrigado!

Jr Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jr Ferreira disse...

Rafael, você afirma que quanto maior o valor do pot, maior saída. Certo? No caso de eu usar um pot linear de 1 MEGA no volume e 2 pots logarítmicos de 500K nos tones de uma strato SSS haveria algum inconveniente?

Anônimo disse...

o valor do pot não vai aumentar o ganho de seu instrumento, vai apenas funcionar de forma não linnear... se o pot de seu instrumento é de 500k ou 250k, tem haver com a ipedancia dos captadores e não com o ganho de saída.

Marcelo Sabino de Freitas Neves disse...

ôh amigo! Um dia desses tenho sonho de conhecer Fortaleza, Praia do Futuro até Jericoacara... Comprei duas Tagima k2, pois acho a mais bonita estilo "Strat" model, vou colocar tarrachas novas em uma Santo Angelo, comprei uma ponte Ibanez FR, 1 Seymour Duncan TB-6 Trembucker Distortion, e no braço Dimarzio The Chopper, na outra um Ultra Distortion Kent Armstrong que comprei por 30 reais e deu 20 Kilohms chegando perto de um PATB que vou colocar numa Jackson Warrior junto com um Screamin`Demon George Lynch ambos da Seymour Duncan, na outra que pintei de Branco com branco puro Laca bicomponente (Ficou uma maravilha a pintura e ainda falta polir)vou colocar um Seymour no braço branco mini humbucker Hot Vintage Rails e na ponte flutuante um TB-6 Distortion Trembucker... Devolvi um DP-100 dimarzio pois não gostei,mas muito gostaram, achei fraco em distortion, usei A500K Pull/Push da Spirit...A pergunta é, vale a pena ativar un destes sistema pelo acessório PREAMP da Seymour, um kit para ativar humbuckers que não foram desenvolvidos para ativos? Ativo são vantagens ou desvantagens? e fazer um split com uma guitarra ativa e passiva nos 2 HUM? chaveamento...

Breno Totti disse...

O outro transdutor é o capacitor do tone.. ;)

Luigi Costa disse...

cara, fala mais sobre os resistores, pq eu tava pensando em comprar uma Les Paul barata, mas de madeira massa e refazer toda a parte elétrica dela para ficar top

Douglas Ramos disse...

Ola Rafael, sobre o uso de POTS Lineares B e Logarítmicos A ouvi muito ao contrário do que disse e testei na prática. Acabo que usando A no Volume pois sinto a mudança no timbre como se fosse de 0 a 10. Inclusive ao limpar o drive no POT de volume somente é possível com o POT A. O B o som some abruptamente. Pode Explicar?